LANÇAMENTO DO
PRIMEIRO RAINFOREST CHALLENGE

O objetivo de lançar a primeira edição do Rainforest Kids Challenge (Desafio da Floresta Tropical para Crianças) é educar as crianças sobre a importância das florestas tropicais que estão de pé e encorajá-las a ser parte de uma comunidade que se importa com as mesmas e toma atitudes para restaurá-las para um mundo melhor.

O Rainforest Kids Challenge (Desafio da Floresta Tropical para Crianças) é aberto para todas as crianças e adolescentes que estão comprometidas com ações práticas a fim de salvar e proteger nossas florestas, que estão em risco devido à mudança climática e à devastação generalizada da ecologia. Qualquer grupo de estudantes pode fazer parte do desafio mesmo que não tenha acesso direto a uma floresta em seu território, desde que esteja mobilizado a agir e resolver qualquer problema que tenha impacto direto ou indireto na floresta.

Por exemplo, ações feitas na própria casa, comunidade ou bairro podem conscientizar as pessoas sobre a importância da mudança de hábitos para reduzir a emissão de carbono, contribuindo assim para o salvamento dos nossos pulmões naturais mais preciosos - as florestas tropicais.

Devido à pandemia do coronavírus, os grupos devem respeitar as recomendações das autoridades e cumprir com as normas de distanciamento social para realizar qualquer uma das ações envolvidas nesta competição no seu país.

COMO POSSO PARTICIPAR ?

  • 01
    UMA EQUIPE COM A MENTALIDADE
    "EU POSSO"

    Basta ter uma equipe de alunos e um educador (adulto) com o espírito EU POSSO.

    Os alunos devem ter, de preferência, entre 8 e 18 anos.
  • 02
    USE A
    METODOLOGIA DESIGN FOR CHANGE

    Para participar, cada equipe precisa seguir a metodologia do Design for Change baseada em quatro passos (Sentir, Imaginar, Fazer e Compartilhar) para criar soluções para aquilo que elas consideram ser os maiores desafios das florestas tropicais.

    BAIXE O TOOLKIT        >
  • 03
    CADASTRE-SE E
    ENVIE SUA PROPOSTA ONLINE

    Cada equipe precisa se cadastrar e enviar seu projeto para a plataforma do Rainforest Challenge, juntamente com um vídeo explicando sua ideia.

    A história deve ser enviada em um dos seguintes idiomas: inglês, espanhol, português ou francês. O vídeo precisa estar no Youtube, com legendas em inglês (se você não sabe como fazer isso, peça ajuda a um parceiro DFC de seu país ou contate o DFC global). REGISTRE-SE E ENVIE SUA HISTÓRIA

EXEMPLO DE UMA HISTÓRIA EM VÍDEO

Este vídeo é um exemplo para inspirar você! Ele foi posteriormente editado pela equipe do Design for Change, utilizando as imagens originais. No entanto, você pode nos enviar algumas imagens do seu projeto e também seu depoimento, contando os detalhes da sua ideia e seu impacto no mundo. Lembre-se de contar sua história considerando o os quatros passos (Sentir - Imaginar - Fazer - Compartilhar). Você não precisa de um vídeo profissional, queremos apenas conhecer seu projeto e sua ideia ainda mais :)

LINHA DO TEMPO

Na avaliação do Design for Change, buscam-se histórias que sejam:

Fáceis de replicar | Inovadoras | Passíveis de desenvolvimento tecnológico | Escalonáveis | Sustentáveis | Metodologia Design for Change s

Os jurados buscam histórias protagonizadas por crianças e jovens, que escolheram abordar os desafios que os afetam ou incomodam diretamente. Eles também procuram evidências de que as equipes se envolveram com aqueles que são diretamente afetados pelo problema e que entenderam suas necessidades e pontos de vista, para que possam, então, apresentar uma solução àquele desafio.

Devido às dificuldades impostas pela pandemia da COVID-19, distanciamento social e interrupção das aulas, o Rainforest Kids Challenge 2021 (Desafio da Floresta Tropical para Crianças 2021) selecionará iniciativas em andamento, nas quais estudantes já tenham realizado pelo menos algumas ações para converter o problema escolhido pela equipe.

MENSAGEM DOS MENTORES

  • SHEEBA SEN

  • BHEKA MUNRUDUKU

  • WRI INDONESIA

  • CARLOS NOBRE

  • OLIVER SALGE

  • JORGE LOPEZ DORIGA

  • PEDRO SOARES

  • ESTELA KUMARUARA

  • SAULO KUMARUARA

  • IAGO HAIRON

  • CAROLINA RAMÍREZ

  • CHRISHEN GOMEZ

4 soluções vencedoras terão a chance de ganhar prêmios no valor de 2000 dólares por projeto.

Serão escolhidas no máximo 4 soluções. Cada solução vencedora receberá $2.000,00 (dois mil dólares) como prêmio, que será dividido de duas maneiras. $1.000 irão diretamente ao projeto vencedor como um prêmio em dinheiro e os outros $1.000 serão doados em nome da equipe a uma ONG que trabalhe pela causa de salvamento e proteção das florestas tropicais.


Os $1.000 em dinheiro podem ser investidos de duas formas:

(i) Aproximadamente $500 (quinhentos dólares) para serem usados como uma celebração entre participantes da equipe [festa, passeio ou qualquer alternativa que os e as estudantes e o educador ou a educadora possam escolher, contanto que respeitem as restrições impostas pela pandemia da COVID-19].


(ii) Aproximadamente $500 (quinhentos dólares), a título de investimento financeiro para a continuidade e aperfeiçoamento do projeto premiado.
Essa decisão deve ser tomada em acordo mútuo entre participantes do projeto e educador ou educadora. O valor em questão será entregue ao educador ou educadora que ficará responsável pela recomendação mencionada acima. As equipes nos enviarão fotos para compartilhar o que já fizeram, para que as mesmas sejam compartilhadas nas redes sociais etc.

PARCEIROS

  • O movimento global Design for Change (DFC) está presente em mais de 65 países e já impactou mais de 2,2 milhões de crianças e jovens ao redor do mundo. O DFC atua a partir de uma metodologia de elaboração de projetos dividida em quatro passos (representada pelos verbos sentir, imaginar, fazer e compartilhar), com o objetivo de estimular crianças e jovens a transformarem suas realidades, reconhecendo-os como protagonistas de suas próprias histórias de mudança.

  • O prêmio de US$ 10 milhões tem como missão mostrar que a floresta em pé vale mais que derrubada. A competição tem duração de quatro anos e as inscrições estão abertas a todas as pessoas interessadas em desenvolver tecnologias acessíveis para o mapeamento completo da biodiversidade das florestas tropicais. O inventário servirá para o desenvolvimento de soluções inovadoras que possam acelerar a bioeconomia e fortalecer os povos da floresta.